uma tarde porreira

11 October 2008

acordei ao meio dia e o sol estava a brilhar lá fora. apesar do pesadelo estúpido que tive durante a manhã a luz e o azul do céu entraram no meu cérebro e sorri.
uma shopska salata búlgara apimentou o meu almoço e saí para a rua.
haarlem estava tão simpático e acolhedor, muita gente na rua mas todos com uma boa onda incrível. fui ver a última exposição no Teylers, muito boa sobre viagens e fotografia. aquele museu é uma pérola, mesmo. o sol a bater nas vitrines de madeira, a iluminar o pó que se vai depositando ao longo da tarde. a quantidade de pedras, fósseis e coisinhas e coisecas que me fazem lembrar de outras eras. gosto mesmo muito.
saí de novo para as ruas de Haarlem e fui deliciar-me com duas bolas de gelado encostada à catedral. tão barato e tão delicioso. ver a vida a passar enquanto comia um gelado, doce e ácido como gosto.
depois do gelado segui para o mercado, o cheiro de uns tomates toldou-me momentaneamente o juízo e lá os comprei apesar de ainda ter bastantes no frigorífico. mas ao que parece adoro tomates bem cheirosos. passei pela padaria turca e lá foi um pãozeco que vai fazer maravilhas com a manteiga mimosa que o meu pai trouxe à duas semanas.
de volta ao spaarne, sentei-me na beirinha e aproveitei o calor do sol enquanto programava qualquer coisa no telémovel.
segui para sul, para casa. depois pensei que queria fazer uns desvios. segui um pouco mais para sul, para o Hout. andei aos ziguezagues pelo parque a apreciar a relva verde, os troncos das arvores tão escuros e as manchas de luz que são como um pequeno milagre.
sempre a pedalar segui para casa, mas à direita a promessa de mais um desvio interessante e lá fui eu. segui para sul acompanhando o rio e os campos de vacas.
no fim da tarde, enquanto punha a chave na porta, pensei: "que tarde porreira".

4 comments:

martapalmeira said...

que bom joaninha.um post reconfortante! ainda bem que continuas bem por aí. um beijo com saudades,
marta

mara said...

gostei de sentir as sensações que transmitiste... serenas :) confortáveis ;)

saudades da tua presença e das restantes texugas e búfalos

beijocas*

Costinha said...

:))))) foi muito bom ler este post senti que por momentos estive ao pé de ti :))) escreve mais posts deste tipo para que pareça que não estas tão longeeeee...
muitos bjinhosssss com saudades

Sil said...

Ai que saudades que saudades!

Vou ter que ir aí pró ano! No Verão, raios!